DR SOUTO: O Salmão e o Biscoito



"Low-carb tem que ser SIMPLES, feita com comida de verdade normal e acessível. Não pode ser um conjunto bizantino de regras. Low-carb é BAIXO CARBOIDRATO, não ALTA GASTRONOMIA.



Muitas vezes eu já repeti por aqui o velho adágio de que o ótimo não pode ser o inimigo do bom. Que a carne mais industrializada (ao menos para quem é diabético, ou pretende usar low-carb como estratégia) é melhor do que o pão mais integral e orgânico; que sal do Himalaia não acrescenta em nada em relação ao sal refinado comum (veja aqui); que não se deve cair nas modinhas de super-alimentos.

Pois bem, algum tempo atrás recebi um link de uma coluna de um jornal importante no qual se dizia que o salmão normalmente consumido nos restaurantes japoneses brasileiros era basicamente um alimento ultraprocessado. O articulista falava inclusive que não era muito diferente de biscoito recheado - uma afirmação bastante bizarra.

E por que o salmão seria tão ruim quanto um biscoito? Porque praticamente todo o salmão consumido no Brasil é importado do Chile, onde é criado por piscicultura (em fazendas marinhas) e alimentado com ração à base de soja e milho, dizia o texto. Como a ração é ultraprocessada, o salmão seria basicamente um biscoito. Ao detalhar o problema, explicava-se que o salmão selvagem adquire seus ácidos graxos ômega-3 de cadeia longa (EPA e DHA) comendo algas mas que, ao consumir ração à base de soja e milho, passaria a ter mais ômega-6 do que ômega-3. Ômega-6 seria inflamatório. Logo, biscoito.

Já expliquei aqui no blog o conceito de ciência da fada do dente. A ideia de que, antes de explicar os detalhes de um fenômeno, sempre convém antes saber se ele é REAL. Não me refiro a saber se salmão é realmente igual a biscoito, mas se, afinal, é verdade que salmão de piscicultura não tem ômega-3, ou que tem muito pouco, e que tem mais ômega-6 do que ômega-3?

Observe que, nesta postagem, não estou entrando nas questões ecológicas da piscicultura, que com certeza merecem atenção, ou no fato de que a coloração do salmão de piscicultura vem de pigmentos (idênticos aos naturais) acrescentados à ração. Estou apenas sublinhando a bizarra comparação do salmão com o biscoito, e a consequente elitização das dietas. Veja, a pessoa já faz um esforço tremendo para largar alimentos ultraprocessados e altamente viciantes e hiperpalatáveis, poupa dinheiro para melhorar a sua alimentação, compra salmão para comer com legumes refogados, apenas para descobrir que - segundo os entendidos - é tudo em vão, porque o salmão não é selvagem e do Alaska, o sal não é do Himalaia, e os legumes não são orgânicos? Sabe o que essa pessoa fará? Vai comprar biscoito recheado, pois se é a mesma coisa, o biscoito é mais gostoso e muito mais barato.

As estratégias low-carb são altamente eficazes, com dezenas de ensaios clínicos randomizados mostrando emagrecimento, reversão de pré-diabetes, remissão de diabetes tipo 2, cura de esteatose, etc. E, nesses estudos que demonstraram tamanho benefício, os peixes não eram selvagens, as carnes não eram grass fed, os frangos não eram free-range, e os embutidos não eram artesanais.

Há diferenças entre salmão selvagem e salmão de piscicultura? Certamente. Mas não são diferenças da mesma magnitude astronômica que separa um peixe de um biscoito recheado! Se seu orçamento permite comprar produtos melhores, acho ótimo. Mas o salmão segue sendo um alimento saudável e não processado, mesmo que tenha sido alimentado com ração em fazendas marinhas, e o mesmo vale para o frango e outros animais.

Não se engane: cada vez que você desestimula o consumo de um peixe de piscicultura alegando que ele é análogo ao biscoito, você não está estimulando o consumo de peixes selvagens; você está estimulando o consumo do biscoito". 



Bônus da ADDORA:

Eu gosto muito da porção reduzida do salmão que é vendido na Swift. Sempre tem uma loja swift perto da sua casa. Entrando no site LOJA SWIFT basta apenas colocar o seu cep e encontrar a loja mais próxima. 

Por R$9,97 Salmão 125 gramas SWIFT - Só clicar aqui SALMÃO SWIFT

Caso ainda assim, este post te faça querer um biscoito, segue um link com o nosso cookie coberto com chocolate low carb e sem açúcar, feito 100% com farinha de amêndoas. Esse você pode comer sem culpa. COOKIES LOW CARB A DORA ADORA

LINK DO POST COMPLETO NO BLOG DO DR. SOUTO: O SALMÃO E O BISCOITO